Dúvidas

A cirurgia robótica está associada a benefícios como menor tempo de hospitalização, menor risco de sangramento , menor dor no pós operatório, melhor visualização de estruturas como vasos e nervos, maior precisão ,melhor resultado estético Tudo isso acontece pela capacidade da lente em aumentar a imagem em 15 vezes e de propiciar visualização em 3D além da utilização de pinças articuladas que reproduzem o movimento da mão humana . Converse com um médico especialista e tire todas as dúvidas.

– A maioria das cirurgias pode ser reproduzida com auxílio do robô, mas apenas conversando com um especialista você saberá se a cirurgia robótica pode ser uma opção e ainda se esta escolha pode trazer algum benefício. As principais cirurgias realizadas com auxílio do robô pelo Dr. Mauro França Jr são : prostatovesiculectomia radical ( tratamento para câncer de próstata), prostatectomia ( tratamento para aumento da próstata), nefrectomia parcial (tratamento para tumor renal), nefrectomia radical ( tratamento para tumor renal ), cistectomia radical ( tratamento para tumor de bexiga ).

A ANS (Agencia Nacional de Saude Suplementar) ainda não incorporou a cirurgia robótica no rol de procedimentos de cobertura obrigatória pelos planos de saúde, por isso ainda é necessário pagar uma taxa de utilização do robô na maioria dos hospitais que realizam este tipo de cirurgia. Obs :Há possibilidade de isenção da taxa do robô (paga ao hospital) dependendo do plano ou seguro saúde.

Não. O médico para ser cirurgião robótico necessita fazer um treinamento específico e ser certificado pela empresa fabricante do robô através de uma prova prática. Após a certificação o médico realiza seus primeiros casos com um proctor ( tutor, médico com mais experiência ) até ter domínio total da técnica cirúrgica e do robô e aí ser liberado para operar sem auxílio do proctor. Dr Mauro França Jr é certificado internacionalmente, opera sem auxílio de proctor e é Membro TITULAR da Sociedade Brasileira de Cirurgia minimamente invasiva e robótica.

Normalmente é necessário pagar uma taxa de utilização do robô para o hospital que o possui e ainda combinar os honorários médicos com a equipe responsável pela cirurgia. A taxa de cirurgia robótica é cobrada pelo hospital para custear a manutenção e compra das pinças utilizadas na cirurgia. Obs: Dependendo do local de internação e do seguro de saúde existe a possibilidade de isenção da taxa de utilização do robô ( paga ao hospital). Estamos trabalhando para tornar este tipo de cirurgia cada vez mais acessível.

Procure um profissional habilitado e com experiência neste tipo de cirurgia. Para pensar em ser operado(a) via robótica é importante que seu plano de saude dê direito a internação em hospital que possua o robô e na maioria dos casos é necessário pagar a taxa de utilização do robô para o Hospital como taxa adicional. Caso a cobertura do plano de saude não contemple hospital que possua robô, a internação pode ser realizada de forma particular ( paciente paga ao hospital pela Internacao e utilização do robô).

Não. O robô não realiza movimento nenhum de forma autônoma, todo movimento que o robô realiza é resultado do movimento das mãos do cirurgião no console, ou seja, o robô reproduz os movimentos realizados pelo cirurgião.

Sim. Dependendo da cirurgia pode ser necessário um ou dois auxiliares que ficam durante todo o tempo da cirurgia ao lado do paciente e ajudando o cirurgião ( estes médicos também possuem treinamento específico para manusearem o robô e ajudar o cirurgião principal). O cirurgião fica na mesma sala do paciente mas opera sentado no console.

Não. Quem opera o robô é o médico cirurgião, o robô é uma ferramenta que bem utilizada faz aumentar a chance de sucesso. O resultado da cirurgia depende do tipo de doença tratada, estágio da patologia e habilidade do cirurgião.

Não. Mais de um milhão de cirurgias foram realizadas por esta técnica em todo o mundo. A eficácia e segurança da técnica já é estabelecida e estes números só crescem, no último ano a empresa fabricante do Robô da Vince entregou mais de 900 robôs novos em todo o mundo.

Não . O Robô não é portátil. Todo o conjunto que constitui o robô é instalado no hospital que o adquiriu. Para ser operado(a) por via robótica existe a necessidade de internar em um hospital que possui esta plataforma de cirurgia.


Este informativo não substitui uma consulta, procure seu especialista e tire suas dúvidas.
Marque sua consulta Meu compromisso é oferecer o melhor tratamento para cada caso, mantendo-me atualizado e em busca sempre dos melhores resultados.

Fechar Menu